Erro
  • GeoIP.dat is corrupt!

A Formag´s implantou o processo de gerenciamento de cores – PCM (Print Color Management) para assegurar ao cliente que a cor do trabalho impresso será igual à prova de cor

gerenciamento 1

aprovada. Para garantir um resultado bem sucedido, é necessário definir alguns parâmetros, adotar procedimentos e controlar as variáveis deste processo.

O primeiro passo é estabelecer os critérios de controle do processo de impressão, definindo os parâmetros a serem controlados. Esses parâmetros são: tipo e qualidade da blanqueta, ajuste correto e preciso da solução de molha, tolerâncias para cor de tinta, ganho de ponto, contraste, gris, tipo de papel, manutenção do equipamento, etc.

 

O segundo passo é a linearização das chapas, o que significa que a porcentagem dos pontos das chapas corresponde ao arquivo.

 

gerenciamento 2

O terceiro passo é conhecer os espaços de cor que a impressão offset e a prova de cor são capazes de reproduzir. Esses dados são coletados através da impressão de um testform. Este é um pré-requisito para que a máquina seja ajustada, e para verificarmos se os procedimentos da impressão estão de acordo com os critérios de padronização pré- estabelecidos. Assim que o test form for impresso, medem-se as cores com um espectrofotômetro e um software
de análise.

 

 

Os dados coletados no test form da impressora offset e da prova serão gravados em um formato de arquivo digital chamado ICC. Esse arquivo é utilizado nos softwares da pré-impressão para que as cores dos arquivos produzidos fiquem dentro do espaço de cor da impressora offset, e para que a prova tenha uma referência exata das cores que ela tem que simular.

gerenciamento 3

Para uma perfeita realização do processo, é necessária a manutenção periódica da impressora e controle dos insumos.

Com o gerenciamento de cores, a Formag´s além de atender as
expectativas de um mercado cada vez mais exigente ganha mais
agilidade e corte nos custos de produção.

bolinhas 72 dpi

Vida a sua tela